LINGUAGEM MÉDICA

CESURA, CISURA, CISSURA, INCISURA
INCISURA ANGULAR

        Cesura provém do latim caesura, ‘corte’. A maioria dos léxicos averba cesura com mais de uma acepção. Na terceira edição do Novo Dicionário da Língua Portuguesa, de Aurélio Ferreira (1999), são registradas nada menos que sete, a saber:

        "1.Ato ou efeito de cortar; corte.
        2.. Incisão de lanceta, lancetada.
        3. Cicatriz dessa incisão.
        4. Primeira parte do verso hexâmetro.
        5. A última sílaba de uma palavra que inicia ao pé de um verso grego ou latino.
        6. Limite rítmico no interior de um verso.
        7. Pausa na sexta sílaba de um verso alexandrino".

        Vemos, assim, que cesura, como termo médico, pode ser empregado para designar tanto a ação, como o efeito de cortar, ou seja, o corte ou a cicatriz.
        O termo cisura acha-se averbado em vários dicionários como variante de cesura, enquanto outros não o registram.
Morais, na segunda edição de seu dicionário (1813) refere-se à cisura como termo de cirurgia e dá para cesura uma única acepção, relacionada com a metrificação dos versos latinos.
        Cisura aparece ainda com o significado de ‘fratura dos ossos cranianos’ nos léxicos de Adolpho Coelho (1890) e Morais Silva (10. ed., 1949). Os dicionários de termos médicos de Pedro Pinto (1962) e Céu Coutinho (1977) consideram cisura variante de cissura.
        Cissura tem sua origem no latim scissura, que significa ‘fenda, sulco, fissura’, sendo um termo de largo uso em anatomia para designar várias formações, tais como cissuras pulmonares, cissura mediana, cissurade Sylvius etc.
        É frequente o emprego de fissura por cissura, visto que ambos os termos se equivalem. O que não se recomenda é o uso de cisura em lugar de cissura, o que pode ter sido resultado da influência do espanhol, já que em espanhol não se emprega duplo s como em português. Tal influência não pode ser desconhecida, tratando-se de linguagem médica, em virtude da difusão nos países de língua portuguesa, de livros médicos editados em espanhol. Cândido de Figueiredo já se referia ao uso indevido de cisura por cisssura em seu livro Vícios de Linguagem Médica.[1]
        Incisura é vocábulo existente em latim com a mesma grafia do português. Fora empregado por Plinius em mais de uma acepção; dentre elas ‘corte, linhas das mãos, traços, divisões, nervuras, contorno’.[2] O termo é considerado sinônimo de incisão pela maioria dos léxicos de língua portuguesa.
        A palavra latina incisura foi incorporada à Nomina Anatomica por ocasião do VI Congresso Internacional de Anatomistas, realizado em Paris, em 1955, com o sentido de depressão ou reentrância profunda na superfície de um órgão.[3]
        A denominação de incisura angularis (incisura angular em português) foi adotada na mesma ocasião para designar o ângulo formado entre a porção vertical e a porção horizontal da pequena curvatura gástrica, ou seja, a parte mais baixa da pequena curvatura, estando o paciente em posição ereta.
        Tal expressão não é encontrada nos livros clássicos de anatomia e só aparece na terminologia médica após a introdução, na prática médica, do exame radiológico do estômago. Mesmo em livros de radiologia ainda se encontram outras denominações equivalentes, como a de porção angular doestômago ou sinus gástrico.[4] Em inglês usa-se notch com o mesmo sentido de incisura - gastric notch.[5]
        A nomenclatura endoscópica preservou a denominação de incisura angular, sendo entretanto, errôneo o emprego de cisura por incisura
.

Referências bibliográficas

1. FIGUEIREDO, C. - Vícios da linguagem médica, 1922, p. 63.
2. QUICHERAT, L., DAVELUY, A. - Dictionnaire latin-français, 1876.
3. MANUILA, A. et al. - Dictionnaire français de médecine et de biologie, 1970.
4. TOLEDO, P.A. - Radiologia clínica do aparelho digestivo, 1948, p. 232.
5. DORLAND'S ILLUSTRATED MEDICAL DICTIONARY, 1994.
 

Publicado no livro Linguagem Médica, 4a. ed., Goiânia, Ed. Kelps, 2011.  

Joffre M de Rezende
Prof. Emérito da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Goiás
e-mail: joffremr@ig.com.br
http://www.jmrezende.com.br