LINGUAGEM MÉDICA
 

TUMOROSO E TUMORAL

        Os dicionários mais antigos e a maioria dos atuais registram apenas tumoroso, com o significado de "túmido, inchado, intumescido, que tem tumor".
        Fazem exceção o Dicionário Contemporâneo da Língua Portuguesa, de Caldas Aulete-Garcia [1] e o Dicionário Escolar da Língua Portuguesa, organizado por Silveira Bueno [2]. Ambos, além de tumoroso, registram também o adjetivo tumoral, com a seguinte acepção: "que diz respeito a tumor ou é da natureza deste; que tem o caráter de tumor".
        Dos dicionários mais modernos, somente o de Houaiss [3] e o Vocabulário da Academia Brasileira de Letras [4] registram tumoral; o Aurélio século XXI [5] e o Michaelis [6] averbam unicamente tumoroso.
        O vocábulo tumor provém do latim tumor, oris,[7] com o sentido de inchação, intumescimento, e os adjetivos tumoroso e tumoral formaram-se por adição dos sufixos -oso e -al, respectivamente.
        O sufixo -oso, muito empregado na formação de adjetivos a partir de substantivos, significa "cheio de", "provido da qualidade ou objeto expresso pelo termo derivante".[8]
        Em certas situações pode ter sentido ativo, significando "que produz ou provoca alguma coisa". Ex.: "Injeção dolorosa".
        Tumoroso, por conseguinte, quer dizer "que tem tumor", "provido de tumor", já que não se emprega tumoroso no sentido de produzir ou provocar tumor. Nesta acepção, quando se trata de tumor maligno, usa-se oncogênico.
        O sufixo -al, oriundo do latim -alis, exprime idéia de relação com o substantivo do qual procede o adjetivo.[9] Ex.: bucal, gengival, espinhal, hormonal, ventral, etc.
        Por vezes o sufixo -al dá origem a substantivos novos, como punhal, derivado de punho; ou vocábulos com a dupla função de substantivo e adjetivo, como oficial, capital, pessoal.
        O sufixo -al produziu ainda vocábulos com o sentido de coleção, grande quantidade, conjunto de plantas da mesma espécie. Ex.: areal, pantanal, cafezal, roseiral, arrozal, etc.
        Parece claro que o adjetivo tumoral se enquadra na acepção de "relativo a tumor", "que tem a natureza ou o caráter de tumor", enquanto tumoroso quer dizer "que contém tumor", "provido de tumor".
        O emprego de tumoral ou tumoroso vai depender, portanto, da idéia a ser expressa. Não procede a alegação de que devemos usar tumoroso em qualquer situação, simplesmente porque o vocábulo tumoral não se encontra averbado na maioria dos léxicos.
        Na descrição de uma imagem radiológica sugestiva de tumor, por exemplo, parece mais adequada a expressão "aspecto tumoral" do que "aspecto tumoroso". Células com características neoplásicas são "células tumorais", de preferência a "células tumorosas". Um órgão ou linfonodo sede de metástase neoplásica, entretanto, será tumoroso e não tumoral.

Referências bibliográficas

1. AULETE, F.J.C., GARCIA, H. - Dicionário contemporâneo da língua portuguesa, 3.ed. Rio de Janeiro, Ed. Delta, 1980.
2. BUENO, F.S. - Dicionário escolar da língua portuguesa, 11.ed. Rio de Janeiro, MEC/FENAME, 1980.
3. HOUAISS, A., VILLAR, M.S. - Dicionário Houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro, Objetiva, 2001
4. ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS - Vocabulário ortográfico da língua portuguesa, 3. ed. Rio de Janeiro, Imprensa Nacional, 1999.
5. FERREIRA, A.B.H. - Novo dicionário da língua portuguesa, 3.ed. Rio de Janeiro, Ed. Nova Fronteira, 1999.
6. MICHAELIS - Moderno dicionário da língua portuguesa. São Paulo, Cia. Melhoramentos, 1998.
7. SARAIVA, F.R.S. - Dicionario latino-português, 9.ed. Rio de Janeiro, Liv. Garnier, 1993.
8. Said Ali, M., Gramática histórica da língua portuguesa, 3.ed., 1964, p. 244
9. Coutinho, I. L., Pontos de gramática histórica, 5.ed., 1962, p. 198 Publicado na Revista de Patologia Tropical 26:375-380, 1997


Publicado no livro Linguagem Médica, 3a. ed., Goiânia, AB Editora e Distribuidora de Livros Ltda, 2004..  

Joffre M de Rezende
Prof. Emérito da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Goiás
Membro da Sociedade Brasileira de História da Medicina
e-mail: joffremr@ig.com.br
http://www.jmrezende.com.br

10/9/2004.